há 10 meses

Scania faz demonstração de ônibus a GNV

Imagem representativa da notícia: Scania faz demonstração de ônibus a GNV

A Scania apresentou uma linha de ônibus movido a GNV (gás natural veicular) e biometano a empresas operadoras e órgãos gestores do transporte público de passageiros de Campinas, no interior de São Paulo.

Segundo informações da empresa, o veículo circulou por um trimestre, entre abril e julho deste ano. A demonstração foi a mais recente feita pela Scania para apresentar o ônibus sustentável.

“A Scania conseguiu mostrar na operação real da empresa as diversas qualificações de um veículo movido a GNV/biometano. O cliente ficou satisfeito com os resultados apresentados”, informou Eduardo Monteiro, responsável pelo desenvolvimento de mercado urbano da Scania no Brasil, em nota.

Durante os testes, o veículo mostrou-se uma alternativa eficiente ao transporte movido a diesel. A demonstração ocorreu durante a greve dos caminhoneiros, que foi feita na última semana de maio. Desta forma, a falta do combustível não afetou a operação do veículo.

“Coincidentemente, ele atuou em Campinas no momento em que o país enfrentou dificuldades no abastecimento do diesel nas garagens e nos postos de combustíveis. Diferentemente dele, o fornecimento do GNV é feito por dutos subterrâneos, que permitem levar o gás direto aos postos e garagens dos operadores. Dessa forma, o sistema não foi afetado em nem um dia”, afirmou Monteiro.

A Scania informou que, em comparação a um veículo similar abastecido a diesel, o ônibus apresentado emite 85% menos gases poluentes se abastecido com biometano e 70% menos se estiver com GNV.

Além disso, o tipo de motorização contribui para diminuir a poluição sonora e reduzir em torno de 28% o custo operacional por quilômetro rodado.

No segundo semestre, a Scania informou que o ônibus será apresentado em Belo Horizonte (MG) e Florianópolis (SC).


MODELOS

A linha Scania com motor a gás veicular natural (GNV/biometano) oferece três modelos:

  • K 280 4×2, que pode receber carrocerias de 12,5 a 13,20 metros de comprimento, e capacidade para levar de 86 a 100 passageiros, com motor de 280 cv;
  • K 280 6×2, de 15 metros de comprimento, com terceiro eixo direcional e capacidade para até 130 passageiros, também com motor de 280 cv;
  • K 320 6×2/2 articulado de 18,6 metros e capacidade para 160 pessoas, com propulsor de 320 cv.

“Para os ônibus movidos a GNV e biometano, ou a mistura de ambos, não são necessárias alterações significativas nos projetos das carrocerias. Apenas a instalação dos cilindros de gás, que no caso dos veículos com piso normal, são colocados nos espaços disponíveis entre as longarinas do chassi (abaixo do assoalho) e em opções com entrada baixa, a implantação é sobre o teto”,explicou a Scania, em nota.

Os ônibus equipados com seis cilindros de armazenamento de gás têm autonomia acima de 300 km, segundo informações da empresa. A Scania informou ainda que, caso a operação necessite de uma autonomia maior, é possível avaliar a colocação de mais cilindros.


Lat.Bus & Transpúblico 2018

A Scania trouxe para a Lat.Bus & Transpúblico 2018 (Feira Latinoamericana do Transporte) cinco modelos de ônibus. No estande, foram colocados o chassi do K 440 8×2, o K 360 4X2 em carroceria de 14 metros e o ônibus a gás movido a GNV/biometano K 280 6×2.

Na área externa da feira, foram colocados o modelo K 360 4×2 e um K 400 IB6x2 LD.


Leia também: ENTREVISTA: Scania deve crescer acima da média do mercado de ônibus e mais uma empresa de São Paulo se interessou por modelo a GNV

Leia mais: TRANSPÚBLICO 2018: Scania fala sobre soluções de mobilidade e destaca 15 metros urbanos e rodoviários


Jessica Marques para o Diário do Transporte


Notícias relacionadas